CENTRO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES LUÍS ANTÓNIO VERNEY

Objectivos genéricos a atingir:

– Sensibilizar os docentes para a necessidade de actualização científica e pedagógica.

– Contribuir para a qualidade da actividade profissional, pela realização de acções de acordo com as prioridades e as necessidades manifestadas pelos professores e pelas escolas.

– Contribuir para a valorização da profissão, junto dos professores e da sociedade.

– Incentivar a autoformação, a investigação e a inovação educacionais.

– Prestigiar o Centro de Formação, prestando cuidada atenção ao currículo e ao desempenho dos formadores, assim como às necessidades pedagógicas e profissionais do público a que as acções se destinam.

Plano de actividades e projecto de formação para o período de validade da acreditação

O Plano de Actividades do Centro de Formação está submetido aos objectivos gerais assim como aos objectivos definidos no Projecto Pedagógico do Centro, nomeadamente:

– intervir na solução dos problemas educacionais;

– oferecer meios de actualização técnica, científica e pedagógica;

– responder às necessidades de formação, expressas pelos professores e pelas escolas;

– adequar as actividades de formação às situações de trabalho

– proporcionar meios de autoformação e de reflexão sobre a teoria e a prática, visando uma verdadeira formação contínua.

O Plano de Formação é constituído, por isso, por um amplo leque de cursos de formação e de oficinas que abrangem áreas distintas, como as Ciências da Especialidade do currículo escolar, as Ciências da Educação, a Prática e a Investigação Pedagógica e Didáctica, a Formação Pessoal e Deontológica, as Tecnologias de comunicação.

O Centro de Formação vai realizar um conjunto de acções que visem o cumprimento dos seus objectivos, na sequência da experiência dos anos anteriores, abrindo-se, no entanto, para novas actividades que se revelem oportunas e necessárias para a formação contínua dos professores licenciados por universidades e para a melhoria da qualidade do ensino e da aprendizagem. Deste modo, as acções desenvolver-se-ão não apenas nos Centros de Lisboa e do Porto, mas em várias áreas regionais do país, a fim de responder às necessidades dos docentes em locais próximos das escolas onde desenvolvem a sua actividade profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.