DE OUTUBRO – DIA MUNDIAL DO PROFESSOR

5 DE OUTUBRO – DIA MUNDIAL DO PROFESSOR

Pro fes sor

“Aquele que ensina uma arte, uma actividade, uma ciência, uma língua, etc.; aquele que transmite conhecimentos ou ensinamentos a outrem.” in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

Realizado anualmente em 5 de outubro desde 1994, o Dia Mundial dos Professores comemora o aniversário da aprovação da Recomendação da OIT/UNESCO de 1966 relativa ao Estatuto dos Professores de 1966. Esta recomendação estabelece referências sobre os direitos e responsabilidades dos professores e padrões para sua formação e educação inicial, bem como seu recrutamento, emprego e condições de ensino e aprendizagem.”

Para a UNESCO, o ensino é uma profissão que requer dos professores conhecimentos especializados, adquiridos através de atualizações continuas, no sentido de se melhorar a qualidade da educação. Para nós também.

Foi recentemente publicado um estudo que indica que em Portugal o número dos que estudam para serem professores caiu 70% desde o início do século. Porquê?

Porque já não é uma profissão atraente.

Não podemos continuar a ser expostos à sobrecarga de trabalho burocrático que nos impede de ensinar, de preparar aulas, de ser professor.

A insegurança que se vive nas escolas, o assédio moral de quem nos devia proteger, os ordenados obsoletos e níveis de exigência absurdos, afastam os mais idealistas.

Mostrámos aquilo que valemos no meio de uma Pandemia.

Mobilizámo-nos, investimos em meios que nos foram prometidos, mas que nunca chegaram. Arregaçámos as mangas e aceitámos o desafio.

Trabalhámos juntos para encontrar soluções para um ensino e aprendizagem à distância. Tudo fizemos para garantir que a educação continuasse. Unimo-nos.

Em troca obtivemos o costume, uma mão-cheia de nada, ou pior ainda, uma série de medidas economicistas que apenas servem para afunilar a progressão na carreira, como sucede com as vagas ao 5º e 7º escalões. É assim que se promove a Excelência na Escola Pública?

Ao fim de décadas no ensino, continuamos a ter que concorrer para a ponta oposta do país a fim de conseguirmos uma vaga, para chegarmos à triste conclusão que não temos sequer possibilidade de alugar uma casa na zona.

Os sucessivos governos sabem há muito que não têm professores suficientes para colmatar as necessidades das Escolas e, no entanto, tem-nos exigido que paguemos para trabalhar.

Existem subsídios para tudo, mas para quando um subsídio que permita ajudar um professor a alugar uma casa longe da sua?

Para quando um pacote de medidas governamentais que tragam soluções ou que promovam uma educação de qualidade?

Para quando um Governo que nos permita sermos Professores?

Bom dia Mundial do Professor.

Que o próximo seja melhor do que este.

Com os melhores cumprimentos,

A Presidente da Direção Nacional

Grasiela Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.