SNPL CONTESTA SOBREGARGA DOS PROFESSORES

O Sindicato Nacional dos Professores Licenciados (SNPL) contestou, na reunião que a Frente Sindical manteve com o secretário de Estado da Administração Pública, no passado dia 18 de Outubro, as medidas de austeridade que o Governo pretende concretizar em 2013 e voltou a insistir junto do Secretário de Estado para a necessidade urgente de se resolver o problema dos aposentados, que irão sofrer cortes de 30% e, em alguns casos, pagar até mais, em sede de IRS, do que pessoas com os mesmos rendimentos que se encontram no ativo.

No encontro, o SNPL, integrado na Frente Sindical, sugeriu, em nome da qualidade do ensino, que fosse criada uma exceção para os professores do 2º e 3º Ciclos e Secundário, à semelhança da que já existe para os educadores de infância e professores do 1º Ciclo (reforma aos 37 anos de serviço e aos 60 de idade), tendo o secretário de Estado assumido o compromisso de estudar uma solução para o problema daqueles professores.

Em relação ao Orçamento de Estado para 2013, foi denunciado que “está tudo a ser tratado em cima dos joelhos” e que não há no documento uma lógica de proteção dos professores e demais funcionários Públicos, mas sim uma clara sobrecarga, facto suscetível de gerar e agravar ainda mais conflitos sociais.   

O professor é um testemunho vivo de que podemos evoluir sempre, ano após ano, tornando-nos mais humanos, mostrando que vale a pena ensinar e aprender. Sempre com um grande objectivo: RUMAR À EXCELÊNCIA!

Lisboa, 18 de Outubro de 2012

A PRESIDENTE DO SNPL

      Graziela Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.