SNPL NÃO ACEITA MEDIDAS DO FMI E CONTESTA DESPEDIMENTO DE PROFESSORES

O Sindicato Nacional dos Professores Licenciados (SNPL) não concorda com as medidas propostas pelo FMI e que o Governo se prepara para implementar, que preconizam o despedimento de cerca de 20 mil professores, aumentam a idade da reforma, penalizam os aposentados e desferem mais um golpe nos salários dos docentes.

É inaceitável que o Governo pense em despedir professores, quando o Ministério da Educação e da Ciência sempre disse que não o faria. O Ensino tem professores a menos e os que existem fazem falta. O SNPL não percebe qual a razão de se pretender aumentar a idade de aposentação para os 66 anos, sabendo-se, por ser do senso comum, que um professor com 65 ou 66 anos dificilmente conseguirá lidar com turmas de 30 alunos com estudantes dos mais variados quadrantes da nossa sociedade.

O SNPL não concorda com a aplicação da mobilidade especial aos professores, uma vez que os professores, logo no início da carreira, percorrem escolas de todo o país. Haverá mais mobilidade que esta? Além disso, esta mobilidade irá afectar, sobretudo, os professores com horário zero (colocados nos grandes centros urbanos), que são os mais antigos e que, por isso mesmo, terão dificuldades em arranjar colocação, tendo como destino o desemprego.

O ataque aos aposentados é outra matéria com a qual o SNPL não se identifica, pois é inaceitável que pessoas que trabalharam toda uma vida e fizeram os seus descontos vejam, agora, os seus salários reduzidos em 20%. E que dizer dos cortes de 3 a 7% nos salários de todos os professores? Como é que eles se vão actualizar e frequentar acções de formação contínua indispensáveis para um ensino de qualidade?

Pelo exposto, o SNPL repudia as medidas propostas pelo FMI e tudo fará no sentido de que elas não sejam implementadas, para bem da qualidade do Ensino em Portugal.

Certos de que só motivados e com medidas assertivas poderemos RUMAR À EXCELÊNCIA,   

10 de Janeiro de 2012                                    

A DIRECÇÃO DO SNPL

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.